Dicas para o primeiro passeio do seu filhote na rua

A hora do passeio para o cãozinho é a melhor parte do dia. Nada como ar fresco e uma voltinha divertida, na qual ele pode conhecer outros animais, sentir cheiros e texturas diferentes, ver lugares e pessoas novas.

Esse momento divertido é essencial para a saúde do seu pet. Além dos estímulos psicológicos, é uma maneira de manter o peludo saudável e exercitado, incentivando-o a gastar a energia acumulada durante as horas de descanso.

E um dos momentos mais aguardados dos donos é a liberação do vet para dar o primeiro passeio depois de tomar as primeiras vacinas e a primeira vermifugação. Para que esse processo de adaptação seja mais tranquilo, separamos algumas dicas importantes.

Leia também: Seu pet aprende com a sua rotina

Quando é o melhor momento para o meu filhote sair na rua?

De acordo com o site Pet é Pop, os veterinários recomendam não levar o cachorro a lugares públicos até cerca de duas semanas após a segunda vacinação, por volta das 14 a 16 semanas de vida. Eles podem facilmente pegar vírus desagradáveis, como parvovirose e cinomose. Até mesmo cheirar ou lamber uma superfície que foi contaminada por um cão infectado pode transmitir o parvovírus e cachorros não vacinados podem ser particularmente suscetíveis.

Qual a importância das vacinas?

Fornecem proteção inestimável contra várias doenças às quais seu filhote pode ser exposto. Ter seu filhote vacinado irá protegê-lo contra essas doenças potencialmente fatais, impedindo também a transmissão dessas doenças a outros animais.

Os filhotes devem ser vacinados entre 6 a 9 semanas de idade e novamente entre 10 a 12 semanas. Eles ficarão totalmente protegidos duas semanas após a segunda vacinação, portanto, é aconselhável aguardar para levá-los para fora depois disso.

Vacinas em andamento, hora de promover novas experiências!

De acordo com o site Cães e Cia, adestradores e comportamentalistas são unânimes em indicar que a rua seja apresentada para o filhote bem cedo (a partir dos 2 meses de idade). É claro que, até receber todas as vacinas, o filhote não deve pisar na rua nem ter contato direto com outros animais, mas pode, porém, acompanhar a movimentação e os sons de dentro do carro ou no colo do dono e se familiarizar com o que encontrará nos primeiros passeios. Isso ajudará a evitar que surjam problemas comportamentais. Sempre que o filhote for exposto a algo diferente, deve receber carinho e petiscos desde que permaneça calmo. Não será recompensado se estiver latindo, ou mostrar-se ansioso, medroso ou agressivo.

Leia também: Tranquilidade nos dias de passeio de carro

Acostumar-se com a coleira

Aposte em uma coleira de nylon e evite enforcadores. Para colocar a coleira facilmente, segure o petisco favorito do filhote de modo que ele fique de olho na guloseima em vez de prestar atenção na colocação da coleira. Assim que ela estiver posta, entregue o petisco.

Nas primeiras vezes, é natural que o filhote faça algumas tentativas de tirar a coleira. Nesses momentos, desvie a atenção dele mostrando um petisco ou brinquedo.

Faça várias sessões por dia, de 5 a 15 minutos cada. Coloque a coleira no cão e, após o término de cada sessão, tire-a e guarde-a. Não deixe o filhote com a coleira sem supervisão até ele estar plenamente adaptado a ela.

Treinar dentro de casa 

Distraia o filhote com petisco e conecte a guia na coleira. Prefira uma guia de nylon ou de algodão, com no mínimo 1,15 m de comprimento e, no máximo, 1,80 m.

Comece a andar com o cão preso pela guia. Ao mesmo tempo, estimule-o a seguir a sua mão, exibindo nela um petisco. Inicialmente, caminhe apenas em linha reta. Ele pode andar ao seu lado esquerdo ou direito, atrás ou um pouco à frente de você. Se ele puxar ou morder a guia, pare.

Criar percursos em casa 

Quando o cão o estiver acompanhando bem em linha reta, crie alguns percursos dentro de casa. Ande ao redor da mesa, pare na porta da cozinha, vá para o quintal, volte, etc. Recompense o filhote sempre que ele seguir você com a guia frouxa.

Não diga nada durante o exercício. 

Quando sentir a guia tensionada, apenas pare – deixe o cão perceber que, quando puxa a guia, não consegue chegar aonde deseja.

Faça sessões curtas de no máximo 15 minutos. Após cada sessão, que deve sempre terminar com um acerto, tire e guarde a guia e a coleira.

Aplicando o exercício na rua

Depois que o filhote souber andar na guia, é só manter o treinamento e aguardar o término da vacinação para aplicar o mesmo exercício na rua. Lá o cão encontrará atrativos como cheiros nos postes, árvores, pessoas e outros cães. Mas somente permita que ele atinja os objetivos dele com a guia frouxa.

Após todos esses passos concluídos com muita paciência e carinho, é a hora de levar o seu cãozinho para desbravar um mundo inteiro lá fora. Conte a PetDriver como aliada na sua rotina com o seu pet, oferecendo possibilidade incríveis para curtirem juntos experiências pet friendly recheadas de possibilidades.

Leia também: Cãezinhos super agitados? Pode não ser um bom sinal

Participe da Campanha União Pet e aproveite o primeiro passeio do seu neném com economia e segurança, usando o cupom UNIAOPET você garante 25%OFF em 4 corridas durante todo o mês de abril até o dia 30/04 às 23h59.

Use o cupom

UNIAOPET

Baixe o nosso app e tenha na palma da sua mão a melhor forma de tornar a vida do seu filho peludo mais divertida, alegre, saudável e com mais longevidade.

Conta pra gente nos comentários abaixo se você possui um filhotinho em casa e o que você faz para tornar a rotina dele mais feliz.

PetDriver – Viva junto de quem você ama. S2

Faça a primeira avaliação!
Aguarde...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.