Vermelho de amor e de alerta! Como cuidar do coração do seu pet?

 Setembro Vermelho: Mês de conscientização sobre doenças cardiovasculares em pets

Estamos sempre atentos ao nosso corpo e a qualquer sintoma que mostre algo fora do normal, mas e nos pets? Quem olha por eles?

O órgão responsável por bombear sangue é um dos mais importantes do organismo, por isso é imprescindível cuidar da saúde dele. Pensando nisso, foi criado o Setembro Vermelho, uma campanha internacional para conscientizar cada vez mais tutores sobre o assunto.

HDagfxlqh M n2UFvIC L9

Assim como nós, os bichinhos precisam desse tipo de cuidado. Afinal, eles também podem desenvolver problemas graves no coração. E não só em cães (majoritariamente idosos), mas em gatos também, problemas cardiovasculares são possíveis – mais um motivo para prestar atenção nesse assunto, não é mesmo?

6Cl9t0NxPeXyxXLzr bIH 6EOIDM4EuH RXCdHR0Jmegz7zEW3NAhNi GN9YUlf9qShRV9SkyMaRWi6c8VvcFF9gfGqoZ7ITZAqDsaMlxXs8Fer


Quais são as doenças cardíacas mais comuns nos pets?
É importante que todos os tutores busquem conhecimento sobre os principais problemas de saúde que podem afetar os bichinhos. Por isso, vamos compartilhar quais são as doenças cardiovasculares que costumam ser diagnosticadas em cães e gatos.

Doenças cardiovasculares em cachorros
Pesquisas indicam que o organismo dos cachorros de pequeno porte é mais propenso à insuficiência da valva mitral. A doença é conhecida por tosse e dificuldade respiratória. A princípio, pode parecer um problema pulmonar, mas, na verdade, está ligada ao coração.

Já nos cães de porte grande, o Setembro Vermelho adverte para a cardiomiopatia. Com este problema, os cachorros ficam com fraqueza e podem desmaiar. Em casos mais graves, a doença pode causar arritmia e provocar o falecimento súbito do animal.

De acordo com a Petz, outra doença sobre a qual você já deve ter ouvido falar é a dirofilariose, mais conhecida como verme do coração. Os principais sintomas são tosse, fraqueza e respiração curta e acelerada. A contração acontece por meio da picada de um mosquito. O tratamento é feito com antiparasitários.

Doenças cardiovasculares em gatos
No caso dos gatinhos, uma das doenças cardiovasculares mais comuns é a Cardiomiopatia Hipertrófica (CMH). O diagnóstico desse problema no coração pode ser bem difícil, já que os bichanos permanecem sem sintomas por bastante tempo.

Pouco se sabe sobre as causas das doenças, mas especialistas acreditam que a hereditariedade seja uma das principais origens. No geral, todas as raças e idades estão vulneráveis, mas os machos de meia-idade têm mais chances de desencadear o problema.

Como diagnosticar doenças cardiovasculares nos pets?
Como vimos, enquanto algumas doenças geram sintomas perceptíveis, outras não ocasionam sinais clínicos. Por isso, a visita periódica ao veterinário é tão importante para o amigo de quatro patas.

De maneira geral, podemos dizer que, ao identificar sintomas como dificuldade de respirar, apatia, tosse seca e crônica, muito cansaço e desmaios, é hora de levar o animal para uma consulta com um profissional.

Afinal, somente em uma clínica veterinária, é possível realizar os exames que auxiliam no diagnóstico da doença. No caso do coração, a investigação envolve um ecocardiograma, que detecta qualquer problema com agilidade e rapidez.

OxOD37kAbFvSFKOAnAyA eRL3q1McArOkz09z bCWbl

Como fazer a prevenção de problemas cardíacos nos pets?
Em primeiro lugar, realizar consultas de rotina ao veterinário sempre é uma prática recomendada aos tutores. Dessa forma, caso ocorra o desenvolvimento de qualquer tipo de doença, as chances de fazer o diagnóstico precoce são maiores, e o tratamento também possui maior probabilidade de ser bem-sucedido.

Estimular atividades físicas também é imprescindível. Uma rotina sedentária, com poucos exercícios que movimentam o corpo, é prejudicial à saúde de qualquer animal, tanto para gatos quanto para cachorros. 

Para os felinos, vale a pena pensar em inserir algumas prateleiras na decoração da casa ou do apartamento para eles escalarem e exercitarem o corpo diariamente. Com certeza, o investimento vai deixar os bichanos mais entretidos e menos estressados.

Seu pet não fala, mas vive mandando sinais! Atente-se à eles e mantenha a rotina de consultas regulares em dia para acompanhar de perto a saúde e o bem-estar do seu peludo, e para isso, conte com a PetDriver como aliada da sua rotina com o seu pet!

Uma frota inteiramente pet friendly à disposição para levar e trazer de onde e quando precisar com conforto, comodidade e segurança, na palma da sua mão!

Siga-nos nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades que rodeiam o universo do seu seu filho de 4 patas, afinal, ele merece cada segundo de amor.

Baixe o app e tenha tecnologia inovadora à favor de uma vida feliz para o seu pet, e para a saúde do seu bolso!

PetDriver – Viva junto de quem você ama. S2

Faça a primeira avaliação!
Aguarde...

Veja mais postagens relacionadas

Promocional

Cães de cada signo!

Conectados pelas estrelas? Veja a raça de cada signo Cada cãozinho tem a sua própria personalidade e tendências, de acordo com a raça, estilo de