Já pensou se seu pet participasse do seu casamento?

Já pensou se seu pet participasse do seu casamento?

Dicas para o seu cachorro brilhar na cerimônia do seu casamento

Os pets ocupam importante papel afetivo na vida das famílias, que acabam tratando seus animais de estimação como verdadeiros filhos de 4 patas. Sendo um legítimo membro da família, porque não ter o seu cachorro participando da cerimônia do seu casamento? 

Filmes e perfis no Instagram ajudaram a popularizar a presença dos pets nas cerimônias e, é praticamente impossível não sorrir ao ver um cãozinho todo arrumadinho levando as alianças aos seus tutores até o altar. Quando envolve crianças como daminhas e pajens junto aos cachorros, o coração quase não aguenta com tanta fofura. 

Porém, para que tudo dê certo, são necessários alguns cuidados que devem ser conversados com os profissionais do cerimonial. Dê preferência para profissionais que já possuam alguma experiência com animais de estimação em cerimônias. Afinal, os pets podem surpreender tanto de forma positiva quanto negativa.

E tudo bem. Esteja preparado para lidar com os imprevistos.  

Veja a seguir algumas dicas que separamos sobre pets em cerimonial de casamento: 

Personalidade do animal 

Avalie de forma honesta a personalidade do seu cachorro. Pense se ele ficaria confortável em um ambiente com muitas pessoas, sendo que a maioria ele não conhece ou não teve muito contato. Como ele lidaria com barulho de músicas, movimentação dos profissionais do cerimonial, fotógrafos, flashes e crianças?

É importante pensar no bem-estar do animal, não vai ser legal submetê-lo a situações estressantes. Além de causar mal-estar a ele, há um grande risco de que as coisas saiam do controle e você não vai querer que ocorram indecentes em um dia tão importante.

Se você considerar que é uma responsabilidade grande para o cachorro carregar sozinho as alianças, por exemplo, mas considerar que ainda sim ele pode estar presente, entregue-as para uma criança e permita que o animal acompanhe-a até o altar. Outras possibilidade é incluir o pet nas seções de fotos.

O local da cerimônia 

Normalmente, as igrejas não aceitam pets. Portanto, você precisará encontrar um espaço onde a cerimônia possa ser realizada: casa de festa, hotel, sítio, restaurante ou outras opções. 

É interessante que o local ofereça uma sala onde o animal possa se alimentar e descansar. Afinal, ele pode precisar de um repouso com tanta agitação.

Leve o cãozinho para casa logo que terminar a participação dele para que ele possa, enfim, descansar. Não demande demais do animal.

A participação do pet 

Defina com o cerimonial como será a participação do cachorro, tendo como base as análises feitas no item 1 desta lista. 

Estabeleça se ele irá entrar sozinho ou acompanhado de uma criança (pajem ou dama), quem irá carregar as alianças, qual roupa confortável ou enfeite que ele irá usar, quem ficará responsável por ele durante todo o período em que os noivos estão casando e curtindo a festa. 

Pense também em um plano B para o caso do animal não conseguir executar o que foi previsto. Pode acontecer e é importante respeitar a vontade do cachorro caso ele não queira entrar na cerimônia. 

Faça treinos com o pet 

Para participar deste tipo de evento, é importante que o cachorro tenha noções básicas de comando. 

Considere contratar um adestrador para ensiná-lo e prepará-lo para as situações que ele irá vivenciar no dia da cerimônia. Se ele for entrar acompanhado de uma criança, apresente o pajem ou a dama ao pet e treine a entrada deles juntos. O mais fiel possível de como será no grande dia.

Leve-o até o local alguns dias antes para que o animal possa explorar o ambiente e se sentir mais confortável. 

Avise aos profissionais e convidados

É de bom tom avisar a todas as pessoas envolvidas no evento sobre a participação do cachorro na cerimônia. 

Dessa forma, os profissionais estarão preparados para lidar com a presença do animal na dinâmica do casamento ou até mesmo declinar o serviço, caso não se sintam aptos a atender. A mesma coisa em relação aos convidados, há pessoas que possuem fobias ou alergias e podem não ficar à vontade.

Por um mundo mais pet friendly 

A PetDriver quer um universo cada vez mais pet friendly, por isso, apoia e incentiva a inclusão dos animais de estimação nos espaços públicos e encontros sociais. 

Dentre os benefícios que a convivência com pets traz para nós humanos estão o aumento do sistema imunológico, melhoria em quadros de depressão, redução do sentimento de solidão, estreitamento de laços familiares, maior capacidade de empatia, relaxamento da rotina pesada, e diversos outros. Quem é pai ou mãe de pet sabe bem disso!  

Conte com a PetDriver sempre que precisar se deslocar com o seu cão ou gato. Veja o que dizem os nossos clientes sobre o serviço de transporte pet!

PetDriver – Junto de quem você mais ama! S2

 A PetDriver é o serviço de transporte de animais domésticos pioneiro no Brasil. Baixe o app e chame a PetDriver sempre que precisar se deslocar com o seu cão ou gato.

No votes yet.
Please wait...
Deixar Seu Comentário